.

O que vivemos é um tesouro que nunca se apaga da memória, mas é o que não construímos que nos entristece e mata.


E jogas agora com menos um trunfo.

Há coisas que eu penso que a maturidade nos traz e nos ensina. Uma delas , que eu penso ter especial importância, é que nem toda a gente tem de suportar as nossas birras , o nosso "Eu quero, posso e tenho", e eu sou uma pessoa que lida muito mal com esses feitios de meninas mimadas que pensam que podem mandar em tudo, mas em mim ninguém manda e acho que é esse o teu grande problema. Querias mas não podes , temos pena.
Tens a mania que és rainha , que jogas com o baralho todo e que tens em tua possa todos os trunfos. Pois é , lamento dizer-te que, a partir de agora, contas com menos uma carta , com menos uma vitória e com menos um trunfo. É mesmo melhor fazeres de conta que veio uma corrente de ar e me levou, partindo comigo tudo o que me pertencia. Todas as memórias , todas as recordações , todos os 'até já' que nesta história existiram e , percebo agora, que foram demais.
Não me controlas , não jogas comigo, não me usas num jogo que nem sequer sabes jogar.
Sinceramente, não gosto nada que as pessoas pensem que são o centro do mundo, que o planeta gira em volta de si mesmas, e que, por isso, podem fazer tudo o que lhes apeteça. Neste jogo da vida há regras. Regras essas que muito pouca gente usa ou sabe usar, preferindo geralmente, fazer jogo sujo e dar uma de campeões , tirando cartas da manga e pensando que têm tudo ganho. Na maior parte das vezes em que o fazem, enganam-se e tu , feliz ou infelizmente , incluiste nesse grupinho de gente mediucre que não é capaz de ver o limite dos seus actos, ter a percepção do real , e que , como tal , nunca faz o que deve ser feito.
Há muitas histórias que ainda tentei deixar passar em branco. Fechei os olhos e fiz de conta que não vi. Elas passaram , mas seguidas dessas vieram mais e mais acontecimentos semelhantes aos passados , acontecendo constantemente a mesma coisa. Para teu azar, tudo na vida tem limites e é preciso saber ter um pouco de consciência de tudo neste mundo. temos de saber ponderar as atitudes que tomamos e perceber o que está certo ou errado. E tu , será que ainda tens noção disso ?
Não gosto que façam de mim um boneco e quando estou contigo há momentos em que me sinto como tal. É como tu própria dizes "se calhar nunca nos deviamos ter conhecido", e cada vez mais tenho certezas de que os sonhos nunca se concretizam e quanto mais cedo nos apercebermos disso , melhor para nós.
E quanto a sonhos cor-de-rosa, esses são só para as crianças, essas sim ainda não têm capacidade para entender o mundo real, sujo e injusto. Sorte a delas! é bom o tempo em que somos dependentes dos nossos pais , em que precisamos que nos dêm de comer e que nos protejam do mundo. Conforme vamos crescendo, vamos ganhando a percepção de que o mundo é um lugar dificil, que tudo o que nos rodeia é falso , frio e que no final de contas, é um jogo em que nem sempre saímos a vencer.

Agora chegou o tempo de parares com as tuas histórinhas da carochinha e com os teus dramas molhados pelas tuas lágrimas de crocodilo. Cresce rapariga, deixa esse teu mundinho minusculo em que só existes tu e começa a perceber o que tens à volta. Essa tua vida resumida no 'diz que diz' das bocas alheias não te leva a lado nenhum , muito pelo contrário , só faz com que percas o que muito tempo demoraste a conquistar.

E como alguém diz: "Há um certo tempo em que temos de abandonar as roupas usadas com a forma do nosso corpo.".

10 comentários:

  1. "... e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e se não ousarmos fazê-la, teremos ficado para sempre à margem de nós mesmos"

    Fechaste com Pessoa, com chave de ouro.

    bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
  2. Ainda descubro um dia se as influencias de tais cientistas no passado que falharam e disseram por sua vez que o mundo era o centro do universo, acabaram por entrar na cultura de tantas pessoas e na mente de garotinhas mimadas.
    Logo isso só se torna uma pequena metáfora bobinha sem fundamentos, a verdade é que o problema não está em ngm a não ser nós mesmos...
    por muito tempo e com idade de criança eu agi como criança e tive todo o meu direito de ser choradeira cheia dos dramas e bla bla bla.
    Mas como tu sugeriu no ultimo parágrafo "cresce" e eu cresci, e tinha direito de agir como tu descreveu ai antigamente, porque era criança.. agora das continio nos mesmos comportamentos no presente com idade avançada só faz mal mesmo a ti mesmo!
    Amei o blog, e o visual do seu cabelo kkk
    beijos.

    ResponderEliminar
  3. Gostei...

    Aproveito para deixar o endereço do meu blog http://viagemsemretorno.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. Gostei...

    Aproveito para deixar o endereço do meu blog http://viagemsemretorno.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  5. tão fofinho +__+

    adorei o blog , vou seguir ;)

    ResponderEliminar
  6. Gostei demais do teu blog ( ;
    voltarei mais vezes, te sigo agora !
    se quiser pode me seguir também.
    beijos:**
    http://absurdoencantamento.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. gostei :)

    estopu seguindo, beijos!

    se puder retribuir, tá ai o meu site www.medicinepractises.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. Simplesmente perfeito. Já estou seguindo.
    É incrível como as pessoas tem o ego grande o suficiente para achar que podem dominar outro ser humano. E o pior, como existem pessoas com tão baixa auto-estima para se deixar ser dominado.
    Quando crianças temos a falsa impressão de que o mundo é realmente perfeito, até que um dia a gente cresce e percebe o quão eramos ingenuos. Enfim, por vezes não é melhor a ignorancia então?

    ResponderEliminar