.

O que vivemos é um tesouro que nunca se apaga da memória, mas é o que não construímos que nos entristece e mata.



"Precisas tão desesperadamente de palavras como eu de silêncio."

União


Não é com lágrimas que se vence batalhas, muito menos guerras. Estamos numa luta contra a corrente , contra o tempo. Cada segundo que passa é menos um. Não é de cabeça baixa que enfrentamos feras , muito pelo contrário , é com os olhos postos nela , centrados em toda ela. É a encarar o medo que levamos a melhor.
Desistir ? Não , isso nunca ! Estamos cá para o que der e vier , juntos , como um. Somos ou não uma família ? Estamos lá para tudo e para todos !
Venha o que vier , venceremos sempre !
A união faz a força.

Sonhos


"Os sonhos nunca desaparecem desde que as pessoas não os abandonem."

O Medo


Há momentos em que sentimos ter tudo e de repente ganhamos a percepção de que podemos ficar sem nada. A vida vai e volta , foge-nos por entre os dedos quando mais vontade temos de a agarra. Por entre consultas com o médico as lágrimas vão caindo , vão nos escorrendo pelo rosto com o medo que sempre temos de receber as novidades. Cada dia parece que te perco mais , parece que a vida foge de ti a cada passageiro segundo.
Acho que a vida é injusta , nunca disse o contrário . Faz sofrer quem não merece , faz chorar quem sempre riu e quem sempre teve motivos para o fazer. Fazias da vida uma plenitude . Por entre danças , festas e tudo o mais de positivo que podemos imaginar , lançavas-nos sempre aquele teu olhar de segurança acompanhado daquele teu sorriso grande e sincero.
Como em todas as famílias há aqueles conflitos de ideias , cruzamento de pensamentos desalinhados. Sempre o soubemos contornar e não era isso que nos impedia de rir e rir a seguir.
Tenho esperança que tudo isto seja uma situação passageira , que tudo o vento leve mas que pelo menos a ti te deixe connosco. As doenças , as maleitas da vida que voem e que vão para bem longe de nós. Foi um ano super cansativo , exaustivo até e quando pensamos que finalmente todo o mal havia passado , vem isto para nos deitar a baixo.
Ohh , só queria que houvesse um bocadinho de paz para alimentar os sorrisos de casa.
Sei que agora vamos ter de ser fortes , vamos ter de levantar cabeças e sorrir mesmo que nos apeteça chorar, lançar gargalhadas ao ar mesmo que por dentro estejamos a chorar que nem uns bebés. Avizinha-se um ano difícil , constituído por momentos muito dolorosos , muito tristes, mas não há nada que a união não cure. Chorar faz bem , alivia-nos por dentro e limpa a alma. Por mais que queiramos não há nada que nos possa acalmar, só o tempo o poderá fazer . Queria tanto que a sorte estivesse do nosso lado , que tudo corresse bem e o que pensamos ser um grande problema se tornasse num pequeno e passageiro susto.
A vida não nos vai virar costas e se já sorriu para tanta gente , tenho esperança que sorria para nós também.
Sim , eu tenho medo , tenho medo disso que tu bem sabes , mas não há-de passar disso e somente isso: o medo.

Já dizia a minha Estrelinha: 'Guarda essas lágrimas que ainda vais precisar muito delas.'
Oh Estrelinha , dá uma ajuda cá em baixo por favor *

Pintei o teu corpo


video

Pintei o teu corpo numa tela
Esculpi o teu rosto à luz da vela
Pintei o teu corpo
Pintei (...) !
“Sei que não vinhas a fugir de nada, nem à procura de coisa nenhuma. Mas acho que, quando eras pequeno, te arrancaram uma parte de ti, e desde então ficaste incompleto e perdeste, quem sabe talvez para sempre, a capacidade de adormecer nos braços de alguém sem que penses no perigo de ficar na armadilha do carinho para todo o sempre.”

Margarida Rebelo Pinto

De que servem as palavras ?

video

"E eu bebia da vida em goles pequenos,

Tropeçava no riso, abraçava venenos.

De costas voltadas não se vê o futuro,

Nem o rumo da bala, nem a falha no muro.

E alguém me gritava, com voz de profeta,

Que o caminho se faz, entre o alvo e a seta.(...)"

Lamento chegar à conclusão de que foste muito mais perigoso para mim do que o contrário; eu pensava que vivias numa espiral e acreditava que podia, com todo o amor que tinha por ti, aliado a uma profunda compreensão do teu ser, ajudar-te a sair dela, e acabei presa numa armadilha que é um espelho em ponto pequeno do teu grande labirinto, do qual, sei hoje, nunca sairás.


"O Dia em que te esqueci", Margarida Rebelo Pinto
Fomos personagens de uma história fantasiosa, sem verdade, sem sentido! E hoje dela ficou coisa nenhuma, e dela em mim ficou tanto, a maior desilusão que alguma vez se viveu. Morre a esperança de um dia saber quem és tu na verdade ... e morre tudo o resto! Tu não és mais quem um dia foste, ou talvez nunca tenhas sido na verdade a alma e o corpo que me levaram a essa paixão, que é agora mais passado que presente. Um estranho sem nome que amei, que ainda espero encontrar em outro alguém que exista de facto como tu nunca exististe, que traga consigo a verdade e não a ilusão nos seus passos, nas suas palavras, nos seus sentimentos.

P.S. Quem és tu na verdade?
Ana Cartaxo

Máscara


Hoje senti-me na obrigação de te pôr de parte e gostei de o fazer. Finalmente que me apercebi o demónio que tinhas mascarado dentro de ti , esse coração de pedra , esses olhos que comem mais do que a boca. Ainda vais sofrer muito à conta desse teu egoísmo , de só pensares em ti , em ti , em ti , em ti , em ti , em ti , em ti e admiravelmente em TI ! Porque no teu mundo só existes tu e tu e mais ninguém. É nesse mundo que queres o melhor para ti , que os outros não passam apenas de pássaros negros que fazem sofrer a coitada da menina. Aos teus olhos todos te querem mal , todos fazem tudo para te magoar e te deixar mal , és uma pobrezinha que tem tudo o que quer. Isso sinceramente ultrapassa o meu mundo , em que além de mim existem Amigos e a Família acima de qualquer outra coisa. E nesse meu mundo tu foste apenas uma pedra em que eu tropecei ! Sorte a minha que tenho sempre alguém que me agarre e que me impeça de cair, já tu , no meio de tantos iguais a ti , quando tropeçares e caíres vais direitinha com os dentes ao chão que é tão duro como o teu coração.
Eu tenho esperança que um dia consigas rachar um bocadinho dessa pedra que tens dentro de ti e que se consiga ver qualquer coisa.
Se calhar eu não fui forte o suficiente para aturar todas as tuas birras de menina mimada , mas muito sinceramente também não era obrigado a fazê lo. Cresce rapariga , cresce muito .
Com as duas mãos juntas arranquei te de mim e atirei te do 4º andar para te ver cair bem lá em baixo (...)

(... e BUM !)
Today, you die to me!

O teu maior erro


De que é que me adianta tanta palavra gasta se tu não entendes nada do que digo ? Ando para aqui por entre palavras , letras , explicações e satisfações , tu não entendes simplesmente por não o quereres fazer ! Há coisas que me começam seriamente a meter nojo e isto começa a ser uma delas. Pensas que quê ? Que estou aqui para tudo ? Que estarei sempre onde tu me queres pôr ? Que estarei sempre de braços abertos para tudo o que tu quiseres ? Não, Não e Não. Desculpa mas eu não sou simplesmente qualquer coisa de que tu fazes o que bem te apetece. Achas que tens o direito de me lançar na boca do mundo ? Nos braços dos teus pretendentes, amigos ou o raio que tu lhes quiseres chamar ? Não tens e nunca hás-de ter ! Deves achar que fazes de mim o que queres , que sou simplesmente uma marioneta sem sentimento interior e vida própria. Muito te enganas . Tenho , sem qualquer sombra de duvida, mais vida do que muitos do que os que te rodeiam.
Voltaste a errar , voltaste a fazer merda e a deitar tudo a baixo !

Eu hei-de sempre ser um anjo , um anjo bom , que mais tarde ou mais cedo vai voar , porque cada vez menos tenho motivos que me prendam a ti.

Ps. De ameaças minha filha , está o mundo cheio (;
É impossivel virar a cara a quem nunca nos olhou de frente !
E chegara a hora de abrir os olhos, de ver o que tens à frente, de veres quem te faz bem e mal, quem te proporciona os melhores momentos e porquê. Para mim está na hora de fazer uma reflexão demorada acerca de tudo o que me constitui , de tudo o que me rodeia e de todos que fazem parte da minha vida. Acho que durante esta caminhada já perdi , já ganhei e já saí melhor de umas situações do que outras. Com tudo isso , aprendi que há coisas que não podemos controlar e a vida é simplesmente uma delas. Há muito que ganhei novos amigos e sei que é um termo bem empregue , mas também sei que isso te custa a aceitar. Sinceramente , isso para mim não é coisa que me importe , não passa mesmo de um pormenor. Tu tens tudo de mim e simplesmente não gostas de o querer saber aproveitar, parece que o teu olhar não se consegue desviar do que não interessa absolutamente nada e com isso consegues destruir tudo! Consegues destruir o nosso castelo que pedra por pedra eu consegui elevar. Gostava , e acredita que gostava mesmo que me conseguisses explicar o porquê de o fazeres , se te dá gozo , se te dá prazer fazer isso . Acho que ás vezes querer ver um bocadinho de sangue nos outros não é propriamente um erro , e eu começo a querer isso de ti . Começo a querer ver sangue de esforço , de vontade, de convicção por algo que queres muito. Mas acho que o inicio do maior problema é exactamente aí , começa quando tu não sabes o que queres. Quando tu te deixas simplesmente vaguear a ver o que se sucede , não lutas , não cerras os dentes com força de vencer e acredita que, por experiência própria, sei que isso não te leva a lado nenhum!
Se tu realmente me quiseres fecha os olhos, e mesmo com eles fechados conseguirás ver-me, sentir-me, porque até com o coração tu és capaz de o fazer. Mas se não quiseres então aí vira costas ao mundo e caminha na direcção contrária a mim , porque em todo o lugar , em cada árvore , em cada casa , em cada pedra da rua , em cada degrau , escada, corrimão ou janela tu verás e sentirás a minha cara , o meu nome , a minha alma , o meu ser ! E não te esqueças que o que já passamos não pode ser apagado , apenas esquecido , ignorado mas não para sempre porque o 'para sempre' não existe.



E a minha palavra não se esquece , não se apaga , não se ignora , apenas se altera com a mudança do tempo , da situação , com a mudança da perspectiva.

Sorri e deixa Sorrir


O medo é capaz de nos comer as seguranças , de nos esconder as certezas que em tempos já tivemos. Mas é bom quando temos alguém que se aproxima de nós , que cola o seu peito ás nossas costas , que envolve os seus braços em nosso redor e muito silenciosamente nos entrega um beijo no pescoço. Sentimos um arrepio subir-nos corpo acima e começamos a aquecer ligeiramente , afastando de nós todo o medo e frio.
Eu tenho essa sorte. Felizmente sou acompanhado por uma alma que, por vezes, é capaz de afastar o que me amedronta. E é nessas vezes que é bom saber que temos de depender de alguém , saber que há sempre alguém que é capaz de nos segurar , de nos puxar para cima. O pior é quando o sentimento que é capaz de nos fazer tão bem, evolui e se torna em algo pior, em algo destrutivo e avassalador. "Quanto maior o amor, a maior tragédia quando it's over. by: Nicholas Sparks" É exactamente nisto que ás vezes temos de centrar o nosso pensamento , para podermos concluir que nem tudo tem de ser levado da pior maneira possivel. Que se sorrirmos , se levarmos a vida como a corrente leva o mar tudo tende a correr bastante melhor. A questão centrasse essencialmente em não querermos controlar o nosso futuro , ele de uma ou de outra forma há de acontecer. Quando , como e onde não nos diz respeito , com o tempo ele fará o favor de se apresentar e de se fazer dar a conhecer. De uma melhor ou pior forma , isso não interessa , o melhor é sabermos que ele está cá para nós e que nos reserva muita coisa que ainda se encontra fora de ideias.

Deixa os pássaros voar, os peixes nadar , deixa dar sol e chuva. Deixa o mar ir e vir com as ondas , deixa o rio passar , deixa o sol ir , a lua vir e com isso deixa os dias passar. Não pares ninguém, não proíbas , não chores , não mantenhas a cabeça baixa . Essencialmente, sorri e deixa sorrir (:

Uma boneca de duas faces


Senti-me preso por quem pensei conhecer , por quem pensei lutar tanto, ou mais do que eu, por nós , pela que pensei ser a nossa sincera união.
Chegando ao fim percebo que tudo não passou de uma máscara que agora deixaste cair , uma máscara que existiu para tapar a tua cara que foi o que eu sempre mais quis ver. Tenho pena que não sejas capaz de ser o mais sincera possivel comigo ao ponto de dizer que estás arrependida de me teres voltado a dirigir a palavra e que nunca foi isso que realmente tu quiseste. Tenho pena , muita pena que assim seja , mas o que é que eu posso fazer ? As escolhas não foram minhas , a cabeça não é minha , os ideais também não são meus ! Isso teria de partir de ti , do que sempre quiseste , que agora, no fim, acabo por perceber que não era Eu.
Afinal de contas o que é que andaste a fazer este tempo todo ? O que é que és tu na realidade ? Uma boneca de duas faces ? Não sei , mas sinceramente também não quero descobrir . Morre a esperança de um dia saber quem és tu na verdade ... e morre tudo o resto!
E aqueles momentos em que te entregaste a mim e eu a ti ? Aqueles que pensei serem realmente nossos ? O que é que fizeste deles ? Guardaste-os numa caixinha de baixo da cama ?
Para mim esses momentos são agora meros sonhos, meros desejos não partilhados, que me prendem por longas horas, que amenizam por instantes essa viva dor.

Agora, nada fica a não ser os fantasmas que um dia foram dois corpos e uma mesma alma.

A decisão é tua


Não vou chorar, acredita que não o vou fazer, por não o mereceres e porque mais uma vez dei tudo de mim e não soubeste nem quiseste aproveitar. Não vou lutar mais por que não acredita em mim, por quem não acredita num 'nós'. Eu posso ter perdido muito tempo, mas tu vais perder muito mais , vais perder o futuro que tinhas à frente dos olhos.
Eu acho que agora não vale a pena dizer mais nada , as palavras estão gastas , já está tudo dito. Se um dia me quiseres pedir desculpa , eu estarei aqui para te ouvir , mas agora nem tu és capaz de o fazer , nem eu sou capaz de to ouvir dizer.
Não quero ouvir mais nada que venha dessa boca , para mim tudo isso não passa de mentiras , de blasfémias lançadas ao vento que não me vão assentar. Eu cansei , cansei de lutar , cansei de tentar por quem não quer. Ainda me hás-de querer abraçar , beijar e não poder. Vais querer ver nele a minha cara , sentir no corpo dele o meu , querer que ele te proporcione tanto prazer como eu , mas lamento informar-te de que não vais conseguir.
Talvez um dia amor, talvez um dia me consigas dar o valor que tenho e que realmente mereço , mas até lá vais roer-te toda por teres deitado à rua quem sempre te deu tudo e teres ido lá buscar restos de absolutamente nada. Aí vais chorar, vais gritar , vais até à loucura e eu vou ficar a olhar, sentado numa poltrona , sem mexer um único dedo para te ajudar a sair dessa situação.

Cuida-te miúda , até um dia .
(A decisão é/foi tua.)

Guardar só o que é bom de guardar.

Uma mão cheia de nada, e outra de coisa nenhuma!
















"
Uma das melhores coisas da vida é que ela muda.
Nem sempre muda quando queremos
ou como desejamos,
mas muda. "


Margarida Rebelo Pinto

Interior


"Somos nós, com os nossos passos, que vamos fazendo o nosso próprio caminho. Há quem corra demasiado depressa e perca a alma no trajecto, há quem mude de ideias e arrisque um atalho, há quem não saiba escolher a melhor direcção quando chega a uma encruzilhada, há quem deixe pedras pelo caminho para não se perder, se precisar de voltar para trás.
Não sei que espécie de caminhante sou, para onde vou, não sei. Nem sei para onde vais. Nem tu sabes. Pode ser que um dia acordes com uma luz nova, uma força desconhecida que te vai trazer até mim… Sei que há uma força estranha que me faz correr para ti, embora nunca, em nenhuma circunstancia, corra atrás de ti, porque não posso, não me é permitido interferir no teu destino e mudar o curso da tua vida. Isso, terás que ser tu a fazê-lo, por ti e para ti, se assim o entenderes. Será que sentes a mesma força?"

Margarida Rebelo Pinto
We can , we saw , we try !