.

O que vivemos é um tesouro que nunca se apaga da memória, mas é o que não construímos que nos entristece e mata.


É tudo uma questão de tempo

E mais uma vez mantemos contacto enquanto o sol começa a lançar os primeiros raios de sol à terra. Os raios voltam a nascer, como todos os dias acontece. É uma rotina , uma rotina imposta pelos criadores do mundo, da terra. Para eles , tudo tem de funcionar mecanicamente , tudo tem de seguir regras e tudo tem de ter funções e objectivos. Eu não sei porquê mas sinto-me como uma excepção à regra . Não gosto de ordens , faço sempre o que me apetece, e por mais que digam que sou egoísta e que não penso nos outros , eu discordo. Sei que tudo o que faço nem sempre parece correcto aos olhos do mundo, mas também eu quero lá saber. Eu faço tudo por mim, pelo meu bem. Pelo nosso bem agora. Nós sempre remámos contra a maré, sempre lutamos contra ventos quentes de oeste e nem por isso a nossa ligação foi quebrada. Se perguntares, sim eu sinto falta de ti , do teu corpo, dos teus beijos. Sim, eu sinto falta das nossas conversas infinitas como as que temos tido, sinto falta de partilharmos musicas e de nos rirmos juntos. Sinto falta de tanta coisa , mas é isso mesmo que eu gosto. Ás vezes gosto de sentir que não estás por perto e que tenho de te conquistar, que tenho de voar para ir ter a uma ilha deserta onde estás apenas tu à minha espera.
Eu gostava , gostava muito que o teu desejo se tornasse realidade. Aquele teu desejo de ficarmos juntos quando fossemos grandes. Quando já tivéssemos idade para construir realmente uma vida a dois , ter filhos , uma casa com tantos animais quanto nos apetecesse. Casar até, porque não ? E é nas alturas em que penso nisto que gostava de voar contigo no tempo , que gostava de avançar uma porção de anos, nem que fosse contra a opinião de meio mundo , desde que fosse contigo, eu gostava de poder fazê-lo.
Eu sei , eu sinto que ainda teremos essa oportunidade. Mais tarde ou mais cedo nós vamos conseguir encontrar paz , tanto interior como à nossa volta. Neste momento, acredito que é tudo uma questão de tempo.

Basta esperar e acreditar-mos, em mim, em ti, em nós*

Um Dia

Não há-de ser o medo que nos vai impedir de seguir o nosso caminho . Pode até nem ser hoje , amanhã ou depois , mas um dia , eu sei que um dia poderemos finalmente ficar juntos. Aí não haverá ninguém que nos faça frente, não haverá amigos ou papás , não haverá rasteiras nem caminhos encruzilhados. Seremos só nós, eu e tu! Será apenas o nosso orgulho , o nosso sentimento. Seremos os únicos a viver naquela nossa ilha , naquela nossa casa branca com o telhado cor de tijolo. Poderemos passear por entre clareiras e no interior de florestas, à beira mar , debaixo de água. Poderemos voar e sentir o vento bater na cara , poderemos andar na linha do comboio sem medo de que um nos passe por cima. De mãos dadas daremos a volta ao mundo.
E é como te digo , se não for hoje , um dia será !



Acreditas em contos de fadas em que no fim há sempre o 'felizes para sempre'?
Eu já acreditei menos.

Há coisas que nunca se perdem verdadeiramente

Hoje sinto-me estranho , invadido por uma força sobrenatural vinda directamente do passado. Sinto-me bem , mas ao mesmo tempo pesado e baralhado. Parece que o passado ainda não se tornou realmente nisso mesmo e que as correntes dele ainda não me soltaram definitivamente.
Sinto agora uma duvida apoderar-se de mim. Não sei se devo lutar pelo que julgava ser o meu presente , mesmo sabendo que assim irei contrariar o que vai dentro de mim , ou se devo deixar me ir com a maré, fluindo livremente. Eu gostava , gostava de poder voar sem medos e com todas as certezas de que tudo iria correr bem , de que não ia aparecer nenhum avião em sentido contrário e me destruir , mas não há ninguém que me possa dar certezas disso.
A vida são dois dias , será que vale a pena deitar tudo para trás das costas e esquecer tudo o que já passamos ? Cada vez mais tenho certezas de que não, de que ainda temos muita coisa para aprender , muita coisa para ensinar , muita coisa para descobrir.
Aprendemos tanto um com o outro , passamos tanto juntos , vivemos coisas de que só nós sabemos e que no nosso segredo irão ficar.
A ligação que existe entre nós é como um cabo da aço , não se rompe com nada. Venham tempestades , furacões , venham setas de inimigos , venhas facas ou pistolas, podem trazer o que quiserem, ela manter-se-há sempre.

Acho que por tudo isto e muito mais , merecemos bem melhor.

Segredo

"Esconde tudo leva o meu cheiro para casa e esconde-o dentro de uma gaveta, não deixes que ninguém saiba que te quero e te desejo, não deixes que te falem de mim, não oiças o que os outros te dizem, eles não estão no meio de nós, ninguém está no meio de nós, só nós é que estamos aqui, a vida que vivemos é a nossa vida e não a que os outros querem que seja. Vive cada minuto intensamente e no maior segredo, faz como aquele poeta que só deixou que as suas palavras fossem lidas depois de morrer, para que ninguém o julgasse ou pudesse apontar-lhe o dedo.

(...)

Porque é agora que podes ser dono da tua vida e do teu coração, é agora que tudo pode acontecer de outra forma e a vida se transformar em algo que sempre sonhaste!"

Margarida Rebelo Pinto
"Não, não vou voltar a escrever para ti ou sobre ti. Não vou voltar a dizer 'amo-te' seja aqui ou em qualquer outro sitio por qualquer motivo. Não, não vou voltar a rastejar a teus pés por mais que o meu coração queira. Não, não vou voltar a avisar-te seja do que for. Não vou voltar a dizer-te aquilo que sei e que te possa interessar. Não vou voltar a pedir-te desculpa seja pelo que for. Não vou voltar a mandar-te msg nem que esteja a morrer por dentro com saudades tuas. Não vou voltar a chorar por ti (acho difícil, mas eu vou conseguir*). Podes ter a certeza, a partir de hoje nunca mais tomarei a iniciativa de falar contigo. Nem que precise de ti mais do que de água. Esquece. Se estou a ser cruel? Então e tu, estás a ser o quê? Se isto não me custa? Custa! Custa mais do que aquilo que possas imaginar. Mas eu não posso, nem sei, dar-me por derrotada. Eu não vou andar a trás de ti. Nunca mais.
Não digo que não fale contigo quando passar por ti. Isso não. Sou uma pessoa de respeito e ignorar quem conheço nunca fez parte dos meus ideais. E quando precisares eu estou aqui. Nunca deixarei de ser um porto de abrigo. Nunca! Podes contar comigo. A qualquer hora. Para ti estou sempre disponível. Mas por tua própria iniciativa. Por tua própria necessidade.
É óbvio que continuo a sentir a tua falta, cada vez mais até, mas isto tem de mudar. Estou farta de tanto desprezo, tanto silêncio... Comigo isto não resulta.
Talvez se deixar de ser eu a dar o braço a torcer as coisas mudem.
Desculpa. Mas eu tenho de mudar de rumo. Quero um novo rumo, um destino diferente e uma nova vida. Não sei quando nem como vou conseguir. Mas hei-de conseguir. Um dia.
Só espero que nunca percas esse sorriso e o brilho dos teus olhos. Espero que sejas muito feliz e que nunca sofras por nada. Até um dia, amor*" By: Armanda Cunha

E eu já me senti assim , mas agora , não sei , só o tempo o dirá*

Posso ?

"(...) Às vezes mais vale desistir do que insistir, esquecer do que querer, arrumar do que cultivar, anular do que desejar. No ar ficará para sempre a dúvida se fizemos bem, mas pelo menos temos a paz de ter feito aquilo que devia ser feito, (...).Às vezes é preciso mudar o que parece não ter solução, deitar tudo abaixo para voltar a construir do zero, bater com a porta e apanhar o último comboio no derradeiro momento e sem olhar para trás, abrir a janela e jogar tudo borda fora, queimar cartas e fotografias, esquecer a voz e o cheiro, as mãos e a cor da pele, apagar a memória sem medo de a perder para sempre, esquecer tudo, cada momento, cada minuto, cada passo e cada palavra, cada promessa e cada desilusão, atirar com tudo para dentro de uma gaveta e deitar a chave fora, ou então pedir a alguém que guarde tudo num cofre e que a seguir esqueça o segredo.Às vezes é preciso saber renunciar, não aceitar, não cooperar, não ouvir nem contemporizar, não pedir nem dar, não aceitar sem participar, sair pela porta da frente sem a fechar, pedir silêncio e paz e sossego, sem dor, sem tristeza e sem medo de partir. E partir para outro mundo, para outro lugar, mesmo quando o que mais queremos é ficar, permanecer, construir, investir, amar. Porque quem parte é quem sabe para onde vai, quem escolhe o seu caminho e mesmo que não haja caminho porque o caminho se faz a andar, o sol, o vento, o céu e o cheiro do mar são os nossos guias, a única companhia, a certeza que fizemos bem e que não podia ser de outra maneira. Quem fica, fica a ver, a pensar, a meditar, a lembrar. (...)"

Margarida Rebelo Pinto



E também há aqueles que acabam por voltar atrás, devolver o bilhete do comboio e voltar a entrar pela porta que não fecharam. Chegam, hesitam mas batem à porta e pedem licença a saber se podem entrar de novo.

Por entre palavras tremidas: Posso ?

S. João , foi do melhor (:










Correu tudo ás mil maravilhas (: Obrigado *
"Pois é mano , já passou muito tempo , muitos dias, muita coisa mudou .. A minha vida foi alterada e de que maneira, e espero que contigo esteja tudo bem. Hoje acordei com saudades tuas, do que eramos, do que podiamos ser. Senti que ainda tinhamos muito para viver , que não podia perder a oportunidade de te dizer que sinto a tua falta, que apesar de tudo não me parei de preocupar contigo , se estavas bem ou mal eu acabava por arranjar sempre maneira de saber o que se andava a passar contigo. Sei que estás bem , que estás feliz, sei que agora finalmente já tens uma coisa que sempre quiseste imenso. Sei que a tua vida está a correr ás mil maravilhas e nem sonhas o quanto fico feliz por ti (':
Parece que hoje decidi pôr o meu orgulho de lado, algo que raramente ou nunca faço. Talvez o tenha feito por saber que não podia deixar de lutar por ti ou por nós. Por saber que nós sempre tivemos uma ligação como mais de amigos, como irmão na realidade. Eu decidi que ia tentar dar o braço a torcer e aqui estou eu. Se fiz bem ou mal não sei , mas tenho a certeza que esta mensagem vai valer a pena e que mesmo que não me respondas a vais ler e dar-lhe a importância que ela merece.
Não estou assim tão longe como possas pensar .. Estou apenas à distância de uma resposta*"

Apesar de tudo , eu sei que tentei*

Reencontro


Dois meses de uma aprendizagem sucessiva , de derrotas e vitórias , de desilusões e ilusões. Foram dois meses de uma grande mistura de sentimentos, uns bons , outros maus, mas sentimentos que acabámos por saber conciliar e que ajudaram a decifrar todos os enigmas. Foram dois meses de pesadelos e de descobrimento de novos ideais.
Sinto orgulho em nós , nesta nossa nova amizade , porque mesmo depois de tudo o que se passou , conseguimos fazer dos maus sentimentos coisas positivas , tivemos a capacidade de lembrar os bons momentos e rir com eles. Já não somos crianças, somos adultos que aprenderam a resolver os problemas cara a cara . Apagámos o ódio e deixa-mo-lo voar , trouxemos outro sentimento de volta que não consigo identificar.
É uma sensação muito boa , de liberdade , de alegria , de felicidade. É óptimo e quero preservar esta nova amizade (:

Ainda nos vamos rir deste episódio pequena (:

Dá um mergulho no mar , dá um mergulho sem olhares para trás , dá um salto no ar, só para veres do que és capaz.
Em primeiro lugar e o que mais me faz rir é que eles devem pensar que andam a meter medo a alguém e a única coisa que fazem é dar-nos motivos para rirmos bem alto. Eu sempre te tomei como alguém com as mínimas capacidades para resolver os próprios problemas, mas pelos vistos nem tu , nem os teus o conseguem fazer.


Não precisamos de jogos de palavras , sermos directos e concretos ajuda muito mais.










"Quando um coração se fecha faz muito mais barulho do que uma porta."

Estabilização

Desculpa se não consigo perceber qual é a razão de os 'teus' não me largarem os pés, andarem constantemente atrás de mim e dos meus amigos. A única conclusão que tiro é de que não têm mesmo mais nada que fazer e não consigo reagir de outra maneira senão rir-me da situação , porque apesar de tudo deves saber a enorme comédia em que isto se tornou.
Por ti , eu não sinto ódio , já senti sim , mas isso com o tempo passou-me. Ainda tenho uma réstia de esperança de que pelo menos uma amizade reste em nome de todo o amor que já sentimos. Não sei e não sei se quero saber o que ainda vai dentro dessa cabeça, mas gostava que já tudo tivesse mais calmo , mais estável pelo menos. Deves achar que gozo contigo, que só te quero mal , mas o meu mundo não gira à tua volta, eu só segui com a minha vida e espero que tenhas feito o mesmo à tua, embora saibas que o passado não se esquece, ou que pelo menos não se devia esquecer. Tanto eu, como os meus amigos durante esta temporada deixamos-te para trás das costas. O teu nome acabou por se tornar num nome esquecido, de maneira a poder esquecer tudo o que de mau passei contigo, de poder apagar o ódio que sentia e deixar os nervos e a irritação que todas as situações passadas no fim da relação me causaram. Agora, consegui finalmente dar o maior salto, seguir em frente, e ser feliz à minha maneira (:
Essa confusão que agora dizes sentir , é de toda a poeira criada nestes últimos dois meses. Dentro em breve tudo isso deve acalmar , toda a poeira deve assentar e vais acabar por estabilizar.

Só resta a Lembrança


Não sei como te sentiste mas sei o que me fizeste. Sei o quanto me arrastaste pelo passeio da rua , rasgando as minhas roupas , a minha pele, o meu coração ! Se não esqueces as palavras que te disse ou o que escrevi , tenta lembrar-te de quais foram as tuas ! De que palavras tu disseste , das atitudes que tomaste e do jogo que mais uma vez criaste e decidiste jogar ! Mas sabes qual foi o teu problema ? É que nos teus jogos eu saiu sempre a ganhar, tenho o prazer de sair sempre com a taça na mão e consigo obter sempre sempre sempre um sorriso no rosto. Consigo sempre ser mais feliz, consigo sempre ver a luz no fundo do túnel, tenho sempre quem me tire do buraco em que me meteste tantas vezes e além de ter Esperança no nome, tenho Esperança no coração.
Eu sei que não ficaste assim tão mal como tentas descrever , eu sei que não deixaste cair uma única lágrima por mim e o teu coração não ficou nem um bocadinho mais pequeno ou acelerado quando passaste por mim na rua. Mas se o meu passou por algumas dessas fases , isso já faz parte do passado. Agora dá-me um enorme gozo ver que os teus criadores ainda não me largaram os pés, nem a mim nem aos meus amigos e o quanto todos adoramos gozar com eles , fazê-los perder tempo , gastar dinheiro e andarem ás voltas. Na verdade não têm mesmo mais nada que fazer, e o meu ego aumenta de dia para dia quando os vejo a tentar fazer cara de ameaçadores a olhar para mim e o sorriso os afecta mais do que a alguém, mais do que a ti mesma. Queres um conselho ? Diz-lhes que não estão a ganhar nada com isso , estão numa pura perda de tempo e a dar-nos um enorme motivo para soltarmos as nossas gargalhadas de alegria e gozo.
Não te usei , não foste apenas uma peça ou uma boneca da minha vida, foste uma pessoa, uma navegante que eu tratei durante o tempo que mereceste com todo o respeito como trato todos os que passam por mim. Mas , a partir do momento em que o teu respeito por mim desapareceu , transformei o meu amor em ódio , o meu respeito em desprezo , o minha lealdade em traição. Não suporto que brinquem comigo e não ias ser a primeira pessoa que eu ia permitir isso. Tentas brincar comigo e eu brinco contigo , mas eu brinco bem pior.
Em vez de pensares que te traí , que te fiz chorar, que rasguei o teu coração como rasguei as nossas fotografias, pensa antes nos bons momentos que passaste comigo , pensa nos sorrisos que provoquei na tua cara. Pensa nos abraços bem apertados, pensa quando os nossos olhos brilhavam de orgulho pelo amor que existia entre nós. O sentimento desapareceu , as nossas vidas mudaram e o nosso quotidiano foi alterado.
E agora ? Agora sou feliz , agora tenho sempre um sorriso para oferecer , tenho um brilho nos olhos mas desta vez é pela felicidade que consigo transmitir. Tenho mais amigos, tenho mais pessoas que me acompanham na minha luta diária. Infelizmente já perdi um , mas esse voa bem lá em cima e sei que está sempre com os olhos postos em mim. Enfim , são coisas que acontecem , coisas que aprendemos a superar e a encarar com um sorriso (:
Já ultrapassei a má fase do fim da relação há algum tempo e sei que sou mais feliz assim , sozinho ! Não digas coisas de que sabes não existir um bocadinho de verdade. Pensa bem nisso (:


video

"Se esvair no ar, e só restar lembrança"

Brilhando em vida, Sorrindo à toa
Só vibrando amor e paz
Vejo a Lua, lembro do sonho
Torço pra realizar
Sinto a noite (...)
Lembro como foi bom amar.
"Em todo o lado essa palavra repetida ao expoente da loucura, ora amarga, ora doce, para nos lembrar que o amor, é uma doença, quando nele, julgamos ver a nossa cura."
A verdade doí e pode estar errada, mas a minha está certa e a cada dia tenho mais certezas de que segui o melhor caminho. Agora sou mais feliz, e isso transmite-se na minha maneira de agir diariamente. Os sorriso que lanço, os abraços que dou, os beijos que carinhosamente entrego a cada um que me acompanha e que me proporciona os melhores momentos da vida. E é aos meus companheiros de guerra que devo o maior obrigado do mundo.
São eles mesmo que dizem que o meu sorriso lhes é suficiente, que é o maior agradecimento. E para eles , eu hei-de sorrir sempre com o maior dos prazeres.
É com apenas um sorriso que consigo mudar o mundo.





E é esta a minha nova vida (:

Eu não páro...


Entro e vejo tudo a desfazer-se. O papel de parede rasgado , a madeira do chão levantada, as portas partidas e o tecto já fazia parte do chão. Com uma lanterna penetrei pelo assombro a dentro, deixando me envolver pela escuridão da noite num abraço apertado. Pé ante pé vou avançando , vou ouvindo a madeira rugir, as pingas caem soltas no chão , leves brisas de vento fazem o meu cabelo estremecer e de repente uma porta bate do meu lado direito, uma das poucas que penso ainda se encontrarem de pé. Ignoro e sigo em frente, mesmo sem saber onde é que o destino me ia levar. Dou mais um passo e a madeira do chão cede , enfiando a perna num buraco até ao joelho. Recomponho-me e sigo caminho. Mais à frente o mesmo se volta a suceder, mas com a perna contrária. Volto e erguer-me e com alguns gemidos de dor avanço nesta caminhada. Pouco tempo depois de andar num corredor demasiado extenso com portas de ambos os lados, chego à ultima, que se encontra mesmo à minha frente. Contudo, esta tem um aspecto estranho. Passei-lhe a mão e está limpa, não tem ponta de pó e o mais engraçado de tudo é que brilha, parece que foi limpa ou que pelo contrário, que nunca se sujou.
Lentamente, coloco a mão na maçaneta e rodo-a com todos os cuidados possíveis e imaginários. Diante de mim erguia-se a continuação de uma casa, mas esta totalmente renovada. Estava limpa, tinha as paredes pintadas, o chão brilhava com tanto verniz, as telhas no sitio delas: no tecto e com o pormenor de estarem perfeitamente encaixadas. Os candeeiros com aspecto novo, iluminavam todas as amplas divisões. Além dos candeeiros , a casa está desprovida de todo outro qualquer tipo de mobiliário. Estava pronta a ser habitada e novamente decorada. E hoje, é assim que eu me sinto. Depois de um percurso penoso, com algumas barreiras pelo caminho, depois de passar por uma fase assustadora e com um toque de assombração, sinto-me preparado para seguir com a minha vida. Disposto a que o meu interior seja reabitado e novamente decorado, pois tudo que fazia parte do passado eu guardei cuidadosamente numa caixa pequenina que enterrei à beira de uma tangerineira no meio do campo. Sinto-me feliz, aliviado, solto e leve por me ter conseguido libertar de tudo. A vida não pára e o tempo também não, não vou eu ser a excepção da regra. Ainda tenho muito que aprender, muitos degraus para subir e muitos para descer. Tenho muita gente para conhecer , muitas amizades de longa ou curta duração para construir.
O melhor, é que neste momento consegui sarar todas as frias e possuo o que considero ser o mais importante na vida: um sorriso para oferecer, um sorriso simples mas sincero, um sorriso verdadeiro.

Não morri, apenas me deixei ir a baixo durante algum tempo, felizmente que fui pouco. Mas já me consegui levantar e seguir o meu percurso de vida.

Porque apesar de tudo, ainda tenho o destino para alcançar com muito para viver*

E num suspiro tudo se foi ...

Podia guardar de ti as melhores lembranças, os melhores momentos, podia guardar de ti os maiores sonhos, os melhores prazeres. Podia guardar de ti os momentos mais fantásticos, as recordações mais felizes, e não quer dizer que não o faça, mas hoje não , hoje não consigo. Apesar de todas as desavenças vividas e passadas há já algum tempo atrás, o que passámos não foi apagado, e tanto em mim como em ti ficará guardado por mais que o negues. Não digas coisas de que um dia mais tarde te possas vir a arrepender. Já não fazes parte de mim, do meu ser livre, mas fazes parte do que fui, da lembrança, fazes parte das minhas memórias que ficarão guardadas com um abraço forte.
Por mais que me queiras guardar na tua alma como um anjo negro, como o demónio com vestes de santo, não é essa a imagem que mereço. Tu foste importante, é um facto inegável, mas nada dura para sempre e a nossa história também não.

Não te guardo raiva porque apesar de tudo , fizeste-me crescer e tornar-me numa pessoa melhor, aprendi e vi coisas contigo pela primeira vez que me fizeram perceber as coisas de um prisma diferente.

Agora é deixar o tempo voar e a poeira assentar que tudo vai estabilizar.


"Tem sido sempre assim.

Nada me afecta, nada do que dizem me faz fechar no quarto e pensar horas e horas se aquilo que me disseram é realmente verdade ou não. Quem tenta magoar-me ou até mesmo atirar-me 'areia' para os olhos, é puro tempo perdido. Não me afecta minimamente, estou mesmo de bem com a vida.
Difama-me, maltrata-me, fala, critica, abusa e confronta, vou deixar passar-te por mim, passar como se o mundo estivesse a perder e eu sem nada a fazer. Vou deixar-te passar, a ti e a todos, sucumbidos de tanta inveja, tanta podridão e tanto lixo esse ser, que nem devias ter. Nunca me importou muito a imagem que crias de mim e muito menos aquilo que farias para muda-la (se pudesses), quero mesmo viver o que tenho que viver, sentir o vento a bater-me na face, sentir a água da chuva escorregar-me no cabelo, quero este sol abrasador tornar-me insaciável, quero esta neve entranhar-me nos ossos e fazer-me tremer. Quero mesmo pegar na minha mochila, só com uns óculos, um bloco, uma caneta e uma máquina, quero tirar o chapéu e sentir as pingas de suor banharem-me o corpo!"

By: Duda*

Child Forever









Quero ser criança para sempre !
Feliz , sem responsabilidades , sem medos nem frustrações , apenas eu mesmo*