.

O que vivemos é um tesouro que nunca se apaga da memória, mas é o que não construímos que nos entristece e mata.


Fazes-me Falta


Eu deito-me e um turbilhão de ideias se abate sobre mim. Perco a noção do correcto, perco por completo a noção das coisas. As minhas indecisões ainda se acentuam mais e a minha cabeça torna-se numa confusão inexplicável. Eu não sei o que fazer, estou perdido e inconsciente (...) Deixo o meu pensamento voar e entrego-me à leveza nocturna que aos poucos e poucos me invade e se apodera de mim. Liberto-me dos maus pensamentos e relaxo. Preparo-me para um novo dia, que dentro de poucas horas nascerá e que, sem ti, será extremamente difícil de passar, como todos os outros.

Fazes-me tanta falta*

Sem comentários:

Enviar um comentário